Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro
RECESSO CARNAVAL PDF Imprimir E-mail
Seg, 01 de Fevereiro de 2016 12:26
Lembramos que, conforme informado em nosso Calendário de Atividades, não haverá atividade neste Instituto no período de 04/02 a 09/02.
 
Mensagem 2015-2016 PDF Imprimir E-mail
Sáb, 09 de Janeiro de 2016 11:16

Leiam abraixo algumas mensagens enviadas pelos médiuns, como vibração para o ano de 2016. 



Cris,


O ano de 2015 está chegando ao fim. 

Quando, no ano passado, você disse que teríamos um ano difícil, não imaginávamos quantas tormentas aconteceriam!!!

Mas não foi um ano ruim, foi um ano de muito aprendizado. Aprendemos a observar com mais cuidado e cautela, aprendemos a analisar com mais critério e fazer escolhas mais racionais.

Como afirma Bernardo: Tudo para o Espírito! E este, foi um ano de muito aprendizado para o Espírito que me anima.

Neste momento em que olhamos para trás, só tenho a agradecer a você, a Bernardo e aos Espíritos que fazem parte do clã e estão sempre prontos a nos estimular ao estudo, a nos proteger, a nos ajudar em todos os momentos, principalmente, nos momentos mais difíceis.

Experimentei ao longo deste ano momentos em que confirmei a mim mesma o quanto o trabalho do Instituto, o quanto cuidar da mediunidade é fundamental. Se não estivesse ali, enlouqueceria. Por isso, entendo cada vez mais e afirmo que sou eu que preciso do trabalho, sou eu que preciso do Instituto. E agradeço a você, imensamente, por ter continuado o trabalho de Bernardo e nos permitir trabalhar como médiuns, sermos aprendizes, termos contato com tantos conhecimentos milenares que se perderam “na noite dos tempos”.

Muito obrigada, Cris, por enfrentar tantos tsunamis e continuar, sempre em frente. É tão bom ver o seu sorriso, os seus olhos brilhando quando fala de Bernardo e da Doutrina. A sua força nos impulsiona a continuar mesmo quando tudo parece que vai ruir. Como é bom ouvir a sua voz forte que enche a sala e a nossa alma de energia e vontade. Como é bom ver e ouvir você falando desta doutrina e dos conhecimentos milenares que foram esquecidos por longos anos. Como é bom ver a sua força e sua coragem!!!

Muito obrigada por me permitir fazer parte deste clã e me estimular o tempo todo ao estudo, a disciplina, ao raciocínio.

Que em 2016 tenhamos mais estudo, mais trabalho, mais aprendizados!!! Vamos em frente porque a “caravana passa e os cães ladram”.

Um grande abraço, de um espírito que aprende todos os dias com você e lhe admira muito.


 Ivana Ribeiro


 


Cris,

 

O ano de 2015 foi para mim um ano muito difícil. Houve momentos em que realmente pensei que não teria como controlar tanto ódio, tanta intolerância, tanta impaciência. Consegui! Ou melhor, estou conseguindo! Mas sei que não seria possível sozinha! Sei a todos os instantes da ajuda diuturna de Espíritos fortes, inteligentes, sensatos e amigos! Que dedicam a sua existência ao soerguimento de outros tantos Espíritos como eu, que fizeram asneiras, mas que lutam muito para ser a cada dia "menos ruim"!

Nestes momentos de conflito, percebo o quanto ainda tenho a me esclarecer. O quanto ainda tenho que observar, exercitar, experimentar e aprender com os ensinamentos que nos são dados pelos Espíritos, para realmente galgar uma condição melhor.

Quando me vejo nesta sociedade, de pessoas desequilibradas, em que o imediatismo comanda, em que os assuntos fúteis é o necessário, para assim, acredito, fugirem dos problemas, que só são as consequências dos atos praticados dia após dia, penso nos detalhes que hoje me faz diferente. Diferente e não melhor, pois sei que se fosse melhor, não estaria aqui, fazendo parte dela. Mas diferente porque hoje tenho consciência do que devo ter plantado na minha história quanto espírito. Tenho consciência que sou Espírito imortal, e que tenho muito que estudar para realmente saber escolher caminhos inteligentes. E, no dinamismo natural do Espírito, no processo justo de reabilitação, que é a reencarnação, poder olhar para frente e me enxergar com mais sensatez e vivendo em um mundo mais justo.

Tudo isso Cris, não seria possível, e nem sei dimensionar a minha situação, se não fosse o trabalho do Instituto. O trabalho do Instituto que tem você no comando. Tem sua força, sua coragem que nos impulsiona! A presença dos Espíritos esclarecidos e fortes é clara, mas com certeza não a teríamos tão ostensiva, se não fosse por sua determinação e convicção! 

Quero aqui firmar o meu reconhecimento a este belo trabalho, e ao estudo da Doutrina dos Espíritos, que me faz olhar para o ano difícil, que foi 2015, e achar que foi bom, que foi um ano de muito aprendizado. E, que se eu prestar atenção, e já o fiz, tive momentos muito bons, obtive várias conquistas, que com certeza os momentos difíceis, só me deixaram mais forte.

Quero agradecer mais uma vez a você, Cristiane Amaral, minha amiga, no sentido exato da palavra, a nosso querido professor Carlos Bernardo Loureiro e a tantos Espíritos com nomes e sem nomes, que estão presentes na minha vida e no trabalho do Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro.

Que 2016 venha, do jeito que vier, estaremos aqui com força e coragem para enfrenta-lo e aproveitá-lo!

Um grande abraço


Cláudia Schultz

 

 

 

 
SEMINÁRIO ELUCIDAÇÕES KARDECISTAS PDF Imprimir E-mail
Ter, 03 de Novembro de 2015 12:33

O Seminário com mais um livro do querido pesquisador espírita kardecista puro Carlos Bernardo Loureiro, não só é homenagem, defesa da pureza doutrinária do Espiritismo, mas, um momento histórico muito importante, pois, este foi o primeiro livro do pesquisador polemista. Houve outras monografias dele antes deste. Contudo “Elucidações kardecistas” foi o impresso numa gráfica como rege a tradição da feitura de um livro. Lançado em 1989, registrou desde cedo as características ímpar de um estudioso, historiador, pesquisador e o maior, talvez, o melhor intérprete do pensamento do mestre de Lyon Allan Kardec.
Veremos neste seminário a força da convicção kardecista desse idealista que sempre dedicou toda a sua vida ao estudo, pesquisa, esclarecimento e ajuda através da desobsessão a todos que o procurassem. O livro constrói uma análise racional de vários temas nas obras feitas por Allan Kardec, desde O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, Céu e Inferno, A Gênese e a Revista Espírita sempre revelando a capacidade notável de criticidade e afinidade eletiva com o ilustre mestre Denizard Hippolyte Leon Rivail.

Bons estudos!

Cristiane Amaral

18/09/2015, às 13h 22min

 

 
'DIA DOS VIVOS' PDF Imprimir E-mail
Ter, 03 de Novembro de 2015 13:05

Segue mensagens enviadas como vibrações pelo "Dia dos Vivos":

 Ola pessoal!

 

Hoje, depois de muitos e muitos anos, por causa do conhecimento que venho pouco a pouco adquirindo no Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro, consigo perceber a importância de vibrarmos hoje, 31 de outubro, pelos Espíritos que já desencarnaram. A idéia de poder encontrá-los, apenas, onde foram sepultados os seus corpos, é absurda.

 

Quando aprendemos que há milhares de anos, os celtas festejavam a presença e a possibilidade de conversar com os desencarnados, os ditos "mortos", percebemos o quanto estamos parados no tempo! O quanto a igreja e as religiões nos tiraram! O quão perversa e eficiente foi a lavagem cerebral perpetrada por toda espécie de religioso, que levou à fogueira centenas de homens e de mulheres, que não só acreditavam na imortalidade da alma, mas sobretudo, conversavam com os Espíritos já desencarnados, com a mesma naturalidade com que se dirigiam aos encarnados.

Como é bom pensar de forma diferente à respeito do que sou. Como é bom ter a certeza que não serei uma " futura carniça", como inteligentemente Bernardo alerta.

Essa necessidade de transformar o homem em um ser desprezível, é o maior objetivo das religiões. Todas elas, sem exceção, tornam cada vez mais Espíritos, seres livres, filhos do Cosmos em almas algemadas à Terra.

E, a cada aula ministrada por Cristiane, mais um aprendizado se configura. A cada livro ou palestra de Bernardo, mais conhecimento. Esse arcabouço que lentamente se constrói, ajuda a destruir condicionamentos caducos e destrutivos como o "morreu, acabou". Na verdade, aí é que começa a "brincadeira!".

Viva o dia 31 de outubro!

Muitas vibrações para Jesus, Allan Kardec e meu querido Bernardo!

Muitas vibrações para todos os Espíritos que se encontram em situação de desespero, se sentindo desamparados e sós!

Muitas e muitas vibrações para os Espíritos que controlam os trabalhos do Instituto, do qual eu faço parte como muita honra.

Muitas vibrações e uma homenagem especial aos ex-obsessores. Uma boa parte do que aprendemos, devemos também a eles.

Uma vibração enorme e de imensa gratidão ao meu Espírito Controle, um grande amigo!

Muitas vibrações para Cristiane, grande estimuladora do estudo sobre a Doutrina dos Espíritos!

Um beijo em todos,

Vianna

 

Dedicar-se ao semelhante...

A sábia e corajosa escolha em dedicar grande parte de sua existência ao esclarecimento em detrimento das dores alheias é tarefa que exige luta e esforços incessantes, própria de Espíritos fortes, inteligentes, convictos naquilo que almejam realizar. São Espíritos que seguem o pensamento do Mestre dos Espíritos – Jesus, pois escolhem a porta estreita e brigam diuturnamente em favor do semelhante.

Espíritos como Allan Kardec que não pestanejou quando escolhido e convidado pelo Espírito de ou da Verdade para abraçar a tarefa de Decodificar a Doutrina dos Espíritos, apesar de ser alertado dos dissabores e dificuldades que iria enfrentar, abraçou a causa e laborou diuturnamente com os Espíritos da Codificação, abrindo mão de sua carreira, já reconhecida como pedagogo, para trilhar pelo esclarecimento da Humanidade e conseqüentemente pelo progresso moral. Uma honrosa e sincera prova de amor ao próximo.

Desencarna preocupado com a permanência da Doutrina a qual participara, contribuíra e sempre defendera, alertando para que a preservação dos ensinamentos Espíritas trazidos pelos inúmeros Espíritos Codificadores, se faria necessário o estudo, a pesquisa dos fenômenos Espiríticos, para que sustentasse a fé raciocinada e se fortalecesse a convicção Espírita.

Os Espíritos manifestam-se e trechos da obra de O Livro dos Espíritos são escritos pelas mãos do médium natural Carlos Bernardo Loureiro. Mais uma convocação, semelhantemente ao Mestre de Lyon, um Espírito forte, inteligente, culto, passaria a dedicar-se aos estudos espiríticos e lhe seria apresentado muitas tarefas, mas que lhe exigiria abrir mão de sua carreira no campo do Direito, de até mesmo ocupar o cargo de Ministro da Justiça, entretanto, sem pestanejar nega o convite e dedica-se por mais de 40 anos ao esclarecimento, às pesquisas, aos estudos e sobretudo, à defesa da Pureza Doutrinária do Espiritismo. Dotado de uma fé raciocinada conquistada pelos esforços dedicados no campo da Ciência Espírítica, fazendo do leit motiv de sua existência a luta pelo direito de pesquisar a Fenomenologia Espírita , desenvolveu o trabalho de desobsessão trazido pelos Espíritos-Controles.

Como não vibrar por Espíritos tão Esclarecidos, dedicados , que intuem e nos alertam mesmo que energicamente, uma demonstração viva da prática da máxima do Mestre Jesus – Amar o semelhante. Vibremos por nossos inimigos palingenésicos, por nossos Espíritos-Controles, pelos Ex-obsessores, aqueles que seguram nas alças do caixão, aqueles que choram ou riem juntos, quando necessário, que nos respeitam, orientam e nos protegem conseqüentemente. Vibremos sempre pelos Espíritos que se aproximam em momentos importantes de nossa existência e que nos fazem perceber a sua presença, sobretudo durante os estudos com a fluência de novos ensinamentos, ou diante de uma situação de perigo, nos fazendo acalmar e raciocinar ou num momento de dor, quando nos oferecem um ombro amigo; no momento do erro, que nos fazem reconhecê-los e alerta para a importância de não mais repeti-los.

Agradeçamos sempre ao Espírito notável que fez o papel do “Sargento” preparando seus oficiais para a guerra, Bernardo que treinou milhares de Espíritos encarnados pra vida e pra vida, para que depois da desencarnação, incentivados a construir referenciais, poderem ao menos desvencilhar-se de condicionamentos nocivos, impostos pela religião, como o medo da “morte”, ou de sermos “futuras carniças”, seres inferiores e fatalmente dependentes de um deus “superior”, chumbando o homem à Terra, ou que pregam a ilusão de um destino inútil ao lado do “pai”, os quais,  os fazem sentir  vermes roerem e devorarem seus corpos ou simplesmente vagarem entre os encarnados.

 Sejamos gratos, em especial, a um Espírito encarnado, a preposta dos Espíritos, Cristiane Amaral, que está a frente e dando continuidade ao trabalho reiniciado por Bernardo, um labor milenar que exige extrema disciplina, raciocínio, coragem, inteligência e de forma muito semelhante dedica-se ao esclarecimento e ao soerguimento de Espíritos encarnados e desencarnados que buscam sinceramente por ajuda e são respeitados, orientados e esclarecidos, no Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro.

Muitos vivas para os Espíritos das personas que animaram homens de igual valor intelectual e moral, que lutaram pelo mesmo Ideal Espírita Kardecista. Prestemos homenagem antecipadamente ao dia 02 de novembro aos “Vivos”, que continuam dedicando-se ao semelhante, respeitando as dores alheias, esclarecendo e ensinando aos encarnados e desencarnados a respeitarem-se como Espíritos, seres imortais, eternos, construtores de mundos. Refiro-me também aos corifeus do Espiritismo, Luis Olímpio Teles de Menezes, Leopoldo Machado, Abel Mendonça, Aurelino Mota de Carvalho, Josué Arapiraca, Deolindo Amorim, Cairbar Schutel, Carlos Imbassahy, Odilon Negrão, Lins Vasconcelos, Herculano Pires e tantos outros que têm a mesma afinidade eletiva.

Lerner  

 

Bom dia,

Hoje é um dia muito especial, o dia em que homenageamos os nossos entes queridos com a vibração aos vivos! Como aprendi com Cristiane no Instituto, esta, uma data Celta, em que este povo se reunia para se comunicar com seus companheiros desencarnados, que, como vemos hoje, foi barbaramente deturpada e seu sentido destruído pelas monstruosas religiões, que odeiam a humanidade e tanto nos atrasaram e atrasam, alimentando apenas o que tem de pior e degradante na humanidade. Os Celtas, como tantos outros povos destruídos pelos monstros, acreditavam e respeitavam a imortalidade. As vezes me pego pensando em como as coisas seriam diferentes e quantos condicionamentos não teríamos alimentado se essas grandes civilizações tivessem continuado e seus ensinamentos fossem respeitados. Ensinamentos estes que foram resgatados, elucidados e continuados por Kardec e os grandes corifeus do Espiritismo, mas a humanidade preferiu dar as costas.

Sou muito grata por estar aprendendo que sou um Espírito encarnado, que existe a Lei Natural e que, neste dia, poderei me encontrar, mais uma vez, com todos aqueles que são importantes para mim, mesmo que estando no corpo eu não me lembre de muitos deles. Vibro e agradeço muito a Bernardo, aos Espíritos controles do Instituto, a Cristiane amaral, verdadeiros amigos que me respeitam, que tanto me esclarecem e cuidam de mim como nunca fizeram antes.

Muitas vibrações aos nossos amigos vivos!!!

Abraço,

Camila Maia

 

Muitas boas vibrações aos vivos. Estes que são constantemente ignorados e desprezados por todos aqueles que deram as costas ao Espírito e preferiram a religião.

Agradeço por todos os esclarecimentos recebidos no ICECBL Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro.

Muitos vivas ao Espirito que animou Carlos Bernardo Loureiro.

Muitas vivas aos Espíritos controles, aos ex-obsessores, e a todos os Espíritos que encontram-se em seu plano específico.

Muitas boas vibrações para nossa querida Cristiane Amaral, que com bravura continua um importante trabalho que respeita e esclarece o Espírito.

Rose Ornellas

 

“Vivemos, pensamos e operamos – eis o que é positivo. E que morremos, não é menos certo. Mas, deixando a Terra, para onde vamos? Que seremos após a morte? Estaremos melhor ou pior? Existiremos ou não? Ser ou não ser, tal a alternativa. Para sempre ou para nunca mais; ou tudo ou nada: Viveremos eternamente, ou tudo se aniquilará de vez? É uma tese, essa, que se impõe.

Todo homem experimenta a necessidade de viver, de gozar, de amar e ser feliz. Dizei ao moribundo que ele viverá ainda; que a sua hora é retardada; dizei-lhe sobretudo que será mais feliz do que porventura o tenha sido, e o seu coração rejubilará. Mas, de que serviriam essas aspirações de felicidade, se um leve sopro pudesse dissipá-las? Haverá algo de mais desesperador do que esse pensamento da destruição absoluta?”

Allan Kardec em O Céu e o Inferno

Com esses questionamentos Kardec inicia o livro Céu e Inferno. Mais uma vez faz com que a humanidade pare para refletir sobre a sua condição de Espíritos imortais. Como é importante ler e entender o texto de Kardec e ir rompendo os condicionamentos criados pelas porcas religiões, que estiolam o espírito e o mantém algemado a terra.

Ainda hoje, em pleno século XXI, o homem continua desesperado com a idéia de morte, uma estupidez criada pelas religiões. E quantos espíritos desencarnados estão perdidos e desesperados porque não conseguem entender que são seres imortais e continuam a existir após a falência do corpo?

Por isso, mais uma vez, ressaltamos a importância do trabalho de Kardec e de tantos corifeus do Espiritismo que dedicaram sua vida para esclarecer e ajudar encarnados e desencarnados a entender o que são e a respeitar a lei natural.

Num dia como este em que todos estão tristes, chorando ou se desesperando com a desencarnação, povos antigos com os celtas comemoravam com seus entes queridos em torno de uma fogueira, conversando. Mais um conhecimento que foi deturpado pelos religiosos e manipulado para ser utilizado, de maneira perversa, contra a humanidade.

Que possamos vibrar muito para todos os Espíritos que se encontram desesperados, desamparados e sós. Que eles possam ouvir uma voz que brada no deserto e entender que são espíritos imortais e que irão reencarnar muitas e muitas vezes.

Muitas vibrações para Kardec e o Espírito que animou Bernardo.

Muitas vibrações para os Espíritos controles do Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro.

Muitas vibrações para os ex-obsessores que seguram a alça do caixão.

Muitas vibrações para o espírito controle que me acompanha nesta encarnação.

Neste dia agradecemos mais uma vez a todos os grandes corifeus do espiritismo, a Bernardo, a Cristiane Amaral por ter continuado o trabalho dele e defender a pureza doutrinaria do Espiritismo. Sem ela o ICECBL não existiria e muitos espíritos que lá encontram esclarecimento e ajuda, continuariam nos calabouços das igrejas e nos cemitérios.

Abraços,

Ivana

 

Muitas vibrações para os vivos, para aqueles que nos precedem na etapa que sucede esta reencarnação e precede a próxima, trajetória natural do Espírito imortal que somos. O choro, o desespero e o medo quanto ao fim da nossa encarnação é uma invenção da desgraça da religião, que vendo nessa estratégia uma forma de poder, controle e manipulação deturparam o costume de povos antigos, os quais respeitavam os princípios defendidos pela Doutrina dos Espíritos: imortalidade, reencarnação e comunicabilidade entre os planos corpóreo e incorpóreo.

Assim, vibremos nesta data, tão importante para os celtas, pelos nossos entes queridos já desencarnados, pelos Espíritos-controles e pelos ex-obsessores do Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro e pelos nossos Espíritos-controles. Enfim, por todos os “vivos” que nos ajudam, nos esclarecem, nos amparam e, “quando não podem nos ajudar de forma direta”, choram conosco. Também pelos nossos inimigos desencarnados, como preconiza Jesus.

Agradecemos a todos esses Espíritos por nos permitirem conviver com eles. Agradeço e vibro também por Carlos Bernardo Loureiro e Cristiane Amaral pelo trabalho que desenvolvem com os Espíritos e por nos permitirem fazer parte deste.

Excelentes vibrações para todos!!!

Ernesto Reis

 

Bom dia!

No dia 31 de outubro de 2015 homenageamos nossos entes queridos desencarnados, porque aprendemos com Cristiane e com os Espíritos que, há milhares de anos, os celtas festejavam a possibilidade conversar com Espíritos desencarnados. A religião chegou e destruiu tudo, e transformou o dia no “dia dos mortos”, para manter-nos cada vez mais aprisionados a terra através de suas idéias estúpidas.

Agradeço muito a Cris, a Bernardo e aos Espíritos pelo esclarecimento, pela ajuda, pelo respeito e pelos esporros que nos abrem os olhos e nos ajudam a entender o que somos, Espíritos imortais.

Muitas vibrações para os vivos!!!

Abraços,

Pedro Victor Correia e Reis

 

Bom dia a todos!

Muitas vibrações para os Espíritos desencarnados!

Cris e os Espíritos já nos disseram que nessa data os Celtas evocavam os entes queridos para conversar com eles. Não era um dia triste, era uma festa. Foram os religiosos que deturparam tudo. 

Tomara que nós não sejamos mais homens e mulheres burros acreditando na religião. Por isso agradeço muito a Cris, aos Espíritos controles e Bernardo por me ensinarem que nós somos Espíritos e por nos ensinarem que nós somos imortais.

Beijos,

Sophia Reis

 

O dia 31 de outubro é mais um dia especial, de muitas vibrações e agradecimentos à Doutrina dos Espíritos e ao Instituto de Cultura Espírita Carlos Bernardo Loureiro pelo papel fundamental no meu esclarecimento e de tantos outros Espíritos. A homenagem aos desencarnados, segundo a tradição céltica, em que vigorava a plena consciência nos Princípios Existenciais, em que a comunicação com os desencarnados era vista de forma natural, em que o respeito ao Espírito era preservado, destoa por completo do atraso imposto pelas religiões que criaram o dia dos mortos, sendo este também o dia da obsessão.

Fico muito feliz pela oportunidade de, no dia 02 de novembro (dia em que muitos vão aos cemitérios, uns para cumprir uma “obrigação” por medo da “cobrança dos mortos”, outros porque, sofrendo a lavagem cerebral das religiões, acreditam que nos resumimos a um bolo de carne), ter a oportunidade de vibrar pelos Espíritos que estão temporariamente sem o invólucro material, mas que nem por isso deixaram de raciocinar, pois são Seres Inteligentes e continuam existindo.  Hoje é, antes de tudo, um dia de respeito ao Espírito, mais uma oportunidade de quebrarmos as amarras que a religião nos impôs ao longo de tanto séculos, de darmos um basta a tantas mentiras por ela perpetradas. 

Cleane Reale

 
Seminario: A Magia do Ectoplasma PDF Imprimir E-mail
Ter, 21 de Julho de 2015 13:27

 

   É com imenso prazer e honra que realizamos mais um Seminário com obras do querido pesquisador Carlos Bernardo Loureiro: A Magia do Ectoplasma.Fico pensando quantas glórias de várias áreas do conhecimento, mestres em diversas e respeitáveis universidades de várias partes do mundo se debruçaram para pesquisar os fenômenos espiríticos, e, entre eles, a materialização de Espíritos.

   E, tantos outros que estudarão nesta obra racional, metódica, citada acima, os diversos estudos teóricos e práticos das pesquisas do querido pesquisador espírita baiano que entre os espíritos materializados houve o chamado noiva e outros fenômenos físicos e inteligentes.

   Carlos Bernardo Loureiro pode não ter recebido os prêmios Nobel de física e química como a mulher mais inteligente do mundo, Madame Curie, o recebeu. Esta que pesquisou materializações de Espíritos na Universidade da Sorbonne ou a doutora em antropologia Juliette Alexander Bisson, professora na mesma universidade e contemporânea do gênio Curie. Investigou e obteve as materializações através da mediunidade de Eva Carriére e vários outros fenômenos, como Madame Curie, nos recintos desta Universidade. Contudo, voltando ao que me referia ao pesquisador Carlos Bernardo Loureiro, este é tão inteligente, leal as suas convicções e um exímio pesquisador imparcial diante dos fenômenos espiríticos que os mesmos ou semelhantes espíritos controles o escolheram para ser o investigador das mesmas manifestações que ocorreram na Sorbonne, ocorreram num pequeno apartamento no Edifício Orixás Center no bairro do Politeama, em Salvador, Bahia, Brasil.

   Isto só prova que a afinidade eletiva independe de país, etnia ou condição socioeconômica, mas o Espírito quando quer, sua história palingenésica em cultivar o raciocínio imparcial sem part pris, termos tão usados por este querido pesquisador polemista. E, claro, a luta diuturna para deixar de ser ruim, e, aqui, está a ética que muitos pesquisadores tenham sido europeus, americanos do norte, russos e outras nacionalidades podiam não ter conhecimento da doutrina dos espíritos, mas eram dignos, sérios e leais ao fato, em sua maioria, dando a maior contribuição ao Espiritismo e ao esclarecimento da humanidade, destruindo assim, a lavagem cerebral das religiões que só trazem fanatismo, perversões e violência.

   Tanto hoje, como a décadas, vemos um bando de canalhas que se dizem espíritas abandonarem as pesquisas espiríticas, e, já algum tempo não estudam mais as obras do mestre de Lyon Allan Kardec, que é a base fundamental da doutrina dos Espíritos. Velhos calcetas religiosos e outros líderes das porcas religiões e seitazinhas, deixando a humanidade na estupidez, loucura e desespero.Aproveitem o estudo e as oficinas que acontecerão neste seminário. 

Cristiane Amaral (Presidente e fundadora do ICECBL)

01/07/2015 – das 9h20min às 10h30min

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 10